MAPA DO SITE BUSCA
 
 
 

Os artigos publicados no O Estado de S. Paulo
Depois de publicar no Estado de S. Paulo, em 14 de março de 1897 o artigo intitulado "A Nossa Vendéia", Euclides da Cunha foi designado como correspondente desse periódico no sertão baiano.

Relação dos artigos enviados pelo escritor e publicados no Estado de S. Paulo, no período de julho a outubro de 1897:

1º de Setembro de 1897 (Publicado em 09 de setembro de 1897)
 

QUEIMADAS - Encontramos esta localidade sem a agitação dos ultimos mezes. Voltou a primitiva quietude com a partida dos ultimos batalhões, ontem realizada.

É pequeno e atrasado, vivendo em função da estação da estrada de ferro, este arraial obscuro - último elo que nos liga hoje, às terras civilizadas.

A casaria - pobre, desageitada e velha, agrupa-se em torno da única praça, grande mas irregular, transitoriamente animada agora pela passagem dos contingentes que trouxemos.

Em torno, amplíssimas, desdobram-se as catingas. E não há a mais ligeira variante, a mais breve colina onde o olhar repouse exausto a dilatar-se pelos horizontes longínquos, cansado da montonia acabrunhadora de extensa taboleiros cobertos de arbustos requeimados.

Observar a povoação é mais monótono ainda. Não há um edificio regular, sofrível sequer.

O quartel-general está numa casinha baixa, de compartimentos minúsculos; a repartição telegráfica, numa melhor mas com a mesma feição deprimida.

Mal aparecem os habitantes, de sorte que a praça, rodeada de edifícios pequenos e imprestáveis, transitada apenas pelos soldados, é como o pátio de um quartel antigo e arruinado. Entretanto, quanta recordação, em torno.

Ali, em continuação á praça, acamparam sucessivamente todas as forças que aqui têm chegado e seguido para o sertão; um acervo informe de farrapos, trapos multicores do fardamento, botinas velhas, canes arrebentados, bonés inutilisados - esparsos, disseminados numa área extensa, indica a estadia das tropas que desde a segunda expedição ali têm acampado. Naquele solo cumprimido confundiram-se, multiplicando-se em passadas inúmeras, os rastos de quinze mil homens. Impressiona a passagem pelo lugar onde se agitavam tantas paixões e se acalentaram tantas esperanças malogradas. Mais adiante, quem sobe pequena ondulação do terreno, divisa, retilíneo, prolongando-se numa extensão de dois kilometros, um sulco largo de roçada, na catinga; a linha de tiro em que se exercitou a divisão do general Arthur Oscar. A um lado erige-se uma igreja humilde com o aspecto acaçapado de barracão de feira;- nas paredes brancas sobre a brancura da cal, a traços de carvão, numa caligrafia hieroglifica, ostenta-se a veste aspera e característica dos soldados, todos os batalhões colaboraram na mesma pagina. Uma página demoníaca: períodos curtos incisivos, assombrosos, arrepiadores, espetados em pontos de admiração maiores do que lanças.

Mais baixo, caindo para a direita, uma vereda estreita e sinistra - a estrada para Monte Santo.

Percorri-a, hoje pela manhã, até certa distância, a cavalo, e entrei pela primeira vez nas catingas, satifazendo uma curiosidade ardente, longamente alimentada.

* * * * *

Um quadro absolutamente novo, uma flora inteiramente estranha e impressionadora capaz de assombrar ao mais experimentado botânico.

De um sei eu que ante ela faria prodígios. Eu, porém perdi-me logo, perdi-me desastradamente no meio da multiplicidade das espécies e atravessando, supliciado como Tântalo, o dédalo das veredas estreitas, ignorante e deslumbrado - nunca lamentei tanto a ausência de uma educação prática e sólida e nunca reconheci tanto a inutilidade das maravilhas teóricas com as quais nos iludimos nos tempos acadêmicos.

Percebi entretanto alguns traços caracteristicos, frisando os aspectos principais desta vegetação interessante.

Á constituição geológica do solo e as condições metereológicas explicam-na de maneira notável. O terreno resume-se numa camada terciária de grez, tenuíssima, ás vezes, posta como uma capa ligeira e inconsistente sobre as rochas antigas que afloram em muitos pontos, definidas por um gneiss do aspecto belíssimo sulcado caprichosamente pelas linhas do um feldspato côr de carne, ligeiramente desmaiada. As chuvas embebem durante algum tempo este solo a um tempo poroso e impermeável antes de descerem ás camadas subjacentes. Prolongam-se, porém, muitas vezes, as secas e entre um chão inteiramente seco e uma atmosfera cuja humidade é insignificante, a vegetação reflete singularmente a inclemência do meio.

E o que se sente observando esta multidão de árvores pequenas, diferenciadas em galhos retorcidos e quase secos, desordenadamente lançados a todas as direções, cruzando-se, traçados, num acervo caótico de ramos quase desnudados - é como um bracejar de desespero, a pressão, de uma tortura imensa e inexorável.

A conservação individual e a da espécie adquirem por isto uma capacidade de resistência prodigiosa. A sub-divisão enorme do caulo em galhos inúmeros revestidos de espinhos, esprime bem um trabalho de adaptação - a multiplicação exagerada dos orgãos destinados ao aproveitamento de elementos de vida escassamente disseminados no ar. Por outro lado, as sementes raramente apresentam-se desguarnecidas e têm em si mesmas a faculdade de espalharem-se na terra.

Na rapida travessia que acabo de fazer avaliei bem as dificuldades da luta em tal meio.

A cada passo uma cactaces, de que há numerosas espécies, além dos mandacarús de aspecto imponente, dos chique-chiques menores e de espinhos envenenados que produzem a paralisia, dos quipás reptantes o traiçoeiros, das palmatórias espalmadas, de flôres rubras e acúleos finíssimos e penetrantes. Expressiva e feliz a denominação da cabeça de frade dada a uma espécie anã, cujos gomos criçados de espinhos não destroem a forma esférica tendendo ligeiramente para a de um elipsoide.

Parecem cabeças decepadas esparsas à margem dos caminhos. Encimas uma única flôr, de um vermelho rutilante, como uma corôa, ensanguentada, aberta.

Este vegetal túmido de seiva procura de preferência terrenos absolutamente exeicados..

Neste sentido fiz uma observação que jamais deixará de ser comprovada: do mesmo modo que a canela de ema (velosia), no norte de São Paulo, caracteriza a região dos quartzitos, a cabeça de frade, com uma constância singular, aparece invariavelmente quando através das camadas de grez despontam os terrenos graníticos antigos.

E surge ora sobre a camada pouco profunda que reveste a rocha, ora sobre ela mesma. A mais estreita frincha, na pedra inteiramente nua, que permita a intrusão das raízes longas e finíssimas, determina-lhe o aparecimento.

Certos lugares são realmente impenetráveis - as macambiras, com a feição exata de ananazes bravos, formam sebes compactas, intransponíveis, sobretudo quando nelas enredam-se as folhas de estomas longas do cansanção urticante, dolorosíssimo, queimando como um cauterio ou cáustico abrazado.

É uma flora agressiva.

As proprias umburanas de casca lustrosa e de madeira compacta quase sem fibras, como uma massa homogênea e plástica com a qual o tabario ardiloso faz até sinetes admiráveis; as próprias quixabas de foliolos pequenos e pequenos frutos pretos e brilhantes como onix - revestem-se de espinhos.

Agressiva para os que a desconhecem - ela é providencial para o sertanejo.

O viajante desgarrado numa travessia, atravessa em certas quadras, durante muitos dias, os vastos taboleiros, livre de dificuldades.

Extinguem-lhe a sede as folhas ácidas e as raízes úmidas do umbú, os caules repletos de seiva dos mandacarús; alimentam-no fartamente os côcos de licuri, as pinhas silvestres do araticum, os frutos da quixaba, da mari ou das mangabeiras de folhas delicadas e galhos pendidos como os dos salgueiros.

As folhas grandes e resistentes do icó,cobrem-lhe a cabana provisória e sustentam-lhe o cavalo; a caruá de fibras longas permite-lhe obter rapidamente cordas flexíveis e fortes. E se, a noite, ao atravessar uma paragem desconhecida houver necessidade de aclarar o caminho basta-lhe quebrar e acender prontamente um galho verde de canlombá e agitar logo depois um facho rutilante...

* * * * *

Por mais singular que seja a afirmativa, nada de novo vim aqui saber sobre os negócios de Canudos.

Notei apenas, tratando com os velhos habitantes de Queimadas, que a influência do Conselheiro é mais ampla do que supunha.

Dizem eles que há meses, promanadas de muitos pontos, passaram por esta povoação verdadeiras romarias em direção de Canudos. Uma imigração perfeita.

Lugares remotos como o Mundo Novo e Entre Rios, ficaram, por assim dizer, desertos. As povoações relativamente mais próximas como Inhambuhe, Tucano e Cumbe, perderam igualmente grande número de habitantes.

Homens, mulheres e crianças, velhos trôpegos e titubeantes, moços robustos e desempenados - carregando imagens de todos os tamanhos e de todos os santos, acurvados sob andores, passaram, cruzes alçadas à frente, entoando ladainhas, lentamente, pelas estradas. Teve, este fato, muitas testemunhas que aqui estão, contestes.

Sob uma atração irresistível familias inteiras mudaram-se para Canudos que cresceu bruscamente em poucos meses, por que a edificação rudimentar permitia que a multidão sem lar fizesse uma média de doze casas por dia.

O fato é assombroso mas acordam, expondo-o, todos os informantes. Não é de espantar a ninguém a resistência espantosa desdobrada.

Além disto o homem do sertão tem, como é de prever, uma capacidade de resistência prodigiosa e uma organização potente que impressiona. Não o vi ainda exausto pela luta, conheço-o já, porém, agora, em plena exuberância da vida. Dificilmente se encontra um espécie igual de robustez soberana e energia indâmita.

Pela janela entreaberta vejo neste momento um deles, a cavalo, no meio da praça, todo vestido de couro. É um vaqueiro inofensivo, pende-lhe à mão direita a longa vara arpoada, o ferrão. Acaba de conduzir para Monte Santo cento e tantos bois destinados ao exército. É um nosso aliado, portanto.

Imóvel sobre a sela, todo vestido de couro, calçando botas que sobem até a cintura, chapéu de abas largas meio inclinado sobre a fronte - a vestia rústica de um vermelho escuro imprime-lhe o aspecto de um cavalheiro antigo coberto ainda da poeira da batalha.

Considerando-o penso que a nossa vitória, amanhã, não deve ter exclusivamente um caráter destruidor.

Depois da nossa vitória, inevitável e próxima, resta-nos o dever de incorporar à civilisação estes rudes patrícios que - digamos com segurança - constituem o cerne da nossa nacionalidade.

 
Home Topo Voltar
 
Copyright 2007 Academia Brasileira de Letras. Todos os direitos reservados.